Fiocruz Fiocruz
webmail
COLPROT • Coleção de Protozoários
A Coleção de Protozoários, COLPROT, dedica-se à preservação, armazenamento, distribuição e caracterização taxonômica de protozoários. Desta forma, a COLPROT contribui gerando conhecimento científico acerca dos isolados constituintes da Coleção por meio de projetos de pesquisa desenvolvidos por estudantes de pós-graduação da própria Coleção, bem como atua fornecendo isolados para instituições públicas de pesquisa e ensino subsidiando pesquisas científicas por outros grupos. A COLPROT dedica-se a preservação de protozoários de importância para pesquisa científica, epidemiológica e clínica.

O acervo da COLPROT é constituído majoritariamente por representantes da classe Kinetoplastea, contando com uma ampla variedade de representantes do gênero Trypanosoma, com isolados pertencentes aos subgêneros Herpetosoma (T. rangeli e T. lewisi), Schizotrypanum (Trypanosoma cruzi, Trypanosoma dionisii, Trypanosoma vespertilionis), Trypanozoon (T. evansi, T. brucei), além de diversas espécies que não foram classificadas em subgêneros, incluindo T. conorhini, T. desterriensis, T. mega, T. cervi, T. ranarum, T. avium, entre outros. A Coleção alberga ainda uma ampla variedade de tripanossomatídeos de insetos e plantas, com representantes de pelo menos nove gêneros (Crithidia, Leptomonas, Herpetomonas, Phytomonas, Bastocrithidia, Wallacemonas, Angomonas, Strigomonas, Sergeia, Kentomonas e Zelonia) e protozoários de vida livre como Euglena, Bodo, além de diversos isolados aguardando a caracterização e identificação. Os isolados que compõem a Coleção de Protozoários da Fundação Oswaldo Cruz representam tanto linhagens de referência como isolados e espécies obtidos por pesquisadores e depositados exclusivamente nesta Coleção.

A COLPROT vem expandindo seu acervo por meio de depósitos dos isolados de protozoários obtidos de pesquisadores com expertise em determinados táxons, assim como pela equipe da COLPROT por meio de projetos que visam o isolamento de tripanossomatídeos monoxênicos no bioma mata atlântica. O objetivo é formar um acervo com o maior número possível de representantes de cada grupo taxonômico. Para tal, um intercâmbio ativo de isolados com instituições de pesquisa, universidades e outras coleções microbiológicas no país e no exterior é um foco importante da Coleção.

A COLPROT é filiada à World Federation of Culture Collection, WFCC, sob o registro WDCM 1020.



© 2018 Coleção de Protozoários, Instituto Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz